quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Criações de Logomarcas, Mascotes, Escudos e Selos


Logomarca do Festival de Música de Caratinga

Mascote "Joaninha"
Alunos da 5ª Série do CNEC

Logo e Mascote "Canarinho" da Rede de Postos Itaúna

Escudo da Escolinha do Anápolis

RPPN - Rio das Lontras / Florianópolis - SC

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Exposição de Charges Abordando o Trânsito

Exposição de charges só com o tema "Trânsito"

A Prefeitura de Caratinga realiza a Semana Nacional de Trânsito, 18 a 25 de setembro, juntamente com toda a comunidade. 
O cartunista Edra foi convidado a participar da Semana Nacional de Trânsito e fala de sua satisfação com a exposição de suas charges durante a mobilização em Caratinga. “Estas charges foram produzidas durante a última década e publicadas no jornal Diário de Caratinga. É uma coletânea de trabalhos sobre o trânsito, pois a mobilidade se transformou em um problema no mundo. Além da crítica, por meio do humor, a análise dos desenhos permite aos condutores de veículos e aos pedestres uma reflexão sobre o seu comportamento no trânsito diariamente”.

Fonte: Decom Prefeitura de Caratinga

Na oportunidade, os cadeirantes receberam
suas credenciais de estacionamento

Mensagens do "Super Tran" em forma de quadrinhos

Com a Cristine, responsável pela exposição

Prefeito Marco Antônio fazendo entrega de uma credencial

Os idosos também foram contemplados


quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Ziralzi, o Autêntico Jeremias, o Bom

Com Ziralzi, irmão do Ziraldo, no carnaval do Rio em 2012

Com o Ziralzi, personificando o Jeremias "O Bom", no desfile do carro alegórico da G.R.E.S Tradição, no carnaval do Rio em 2012. Um figuraça!!! Na lembrança forever...

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Cartaz Festival de Música Popular de Caratinga

Criação da logo do Festival de Música Popular de Caratinga

25ª Feira do Saber da E.E. Menino Jesus de Praga

Cartunista Edra fez questão de prestigiar o evento,
que contou com sua colaboração

Na manhã de ontem, a Escola Estadual Menino Jesus de Praga realizou a primeira fase da 25ª Feira do Saber. O 4º ano trabalhou o tema ‘Minas Gerais: conhecendo nossa história, nossa terra, nossa gente’ e o 5° ano, o tema ‘Gêneros textuais’. A Feira já é uma tradição da escola e todos os anos garante bom público. 
Em discussão com os alunos e coordenação pedagógica as professoras definem os temas e planejam as atividades necessárias ao seu desenvolvimento, procurando organizar atividades extraclasses, excursões, palestras e/ou entrevistas com profissionais convidados, buscando um maior envolvimento com a comunidade. 
E é exatamente o sábado o dia escolhido para a apresentação dos trabalhos, uma forma de garantir uma presença maior das famílias e da comunidade escolar. E quem passou pela escola ontem percebeu o envolvimento dos alunos, que se organizaram em pequenos grupos, com apoio de cartazes, maquetes, de forma oral, dentre outras estratégias, contando com a supervisão e orientação das professoras. 
A professora Roseli do Carmo de Souza Nascimento orientou os seus alunos com o tema: As Minas são muitas, que remete à frase de Guimarães Rosa, com objetivo de mostrar as mil faces de Minas Gerais. “Mostramos para eles as diversidades, a diferença de população, clima, vegetação e povoamento. Eles fizeram uma pesquisa sobre Caratinga, maquetes, cartazes e trabalhos de arte. Se sentem muito responsáveis, fazem com vontade porque gostam e com a parceria dos pais, sem isso não daria certo”. 
Confirmando o que disse Roseli, a família foi fundamental no desenvolvimento dos trabalhos e quis acompanhar de perto a apresentação. Um exemplo disso é Flávia Rocha Cardoso, mãe do aluno João Vitor, de 10 anos. Para ela a ‘Feira’ tem sido um importante instrumento de aprendizagem dos alunos. “Acho muito interessante o envolvimento, a dedicação. O pesquisar e conhecer desenvolve muito a curiosidade. É fundamental a presença, os pais têm um papel importante na educação dos filhos, acompanhar”. 

Textos Humorísticos

Márcia Cristina Pereira é professora do 5° ano e desenvolveu o tema: Gêneros Textuais, abordando os textos humorísticos. O trabalho contou com a colaboração do cartunista Edra, através de visita dos alunos a Casa Ziraldo de Cultura. “Destacamos os cartuns, provérbios, piadas, charges, histórias em quadrinhos e tirinhas. Tentamos destacar a diferença entre eles, pelo trabalho do cartunista caratinguense Edra e de Maurício de Souza. 
Foi feito pesquisa de campo, em bancas de revistas, humor, maquetes. Fizemos campanha para arrecadação de gibis, para reformar a gibiteca da escola. 
Contamos com apoio da direção, família e equipe pedagógica. Trazemos a família para a escola”. O pequeno Guido Lopes, de apenas 10 anos de idade, mostrou que a pesquisa é fundamental para a aprendizagem e para a comunicação de maneira clara e objetiva. Ele chamou atenção pelo domínio do tema abordado. “Estamos apresentando cartuns e charges através de maquetes feitas na sala de aula, tivemos muito esforço. A charge não é universal como o cartum. Leio muito Mafalda porque eu gosto. As piadas são muito informativas, mas no meio delas há muito preconceito. Os provérbios evoluem desde a época da bíblia”. 
O cartunista Edra fez questão de visitar o evento e acompanhar o resultado final dos trabalhos. “Eles estiveram na Casa Ziraldo de Cultura, falei sobre charge e caricatura, através de palestras e bate papo. Minha alegria maior foi poder visitar e constatar a aprendizagem. O trabalho é superimportante, dar acesso às informações com antecedência, ainda nessa idade. O trabalho dos professores é bom e também da imprensa em divulgar este tipo de evento”. 

Comunicação 

Outra sala teve foco nos gêneros textuais relacionados à notícia, reportagem, autobiografia e entrevista. Para isso eles elaboraram relatórios de trabalhos de campo e visitaram ainda o terreno em que está sendo construída a nova sede da escola. 
Ester Cabral, de 10 anos, conta que a pesquisa desenvolvida dentro e fora da sala de aula foi fundamental para a descoberta dos meios de comunicação. “A gente estudou várias reportagens de autores brasileiros e caratinguenses. Fizemos algumas visitas. Acho muito importante a reportagem para aprender um pouco mais sobre as pessoas”. 
Igor Oliveira, de 10 anos, conta como foi escrever sua autobiografia. “Na nossa autobiografia a gente escreveu resumidamente o que a gente fez até a data de hoje e trouxemos uma foto. O cavalete em que colamos essa foto foi feito pela mãe da nossa amiga. Lembramos momentos bons da infância”. 
Giovana Marques Carraro, de 10 anos também fez autobiografia, ajudou na montagem das maquetes e fez o livro de sua vida, o que considera um momento de aprendizagem. “Contei com a ajuda do meu pai. Voltei um pouco no passado para escrever, porque é desde quando eu nasci até agora. Gostei de fazer, é bom para lembrar-se de algumas coisas de quando a gente era pequena”. 
Analice Lopes, de 10 anos, confirma que foi possível ter algumas recordações e também adquirir conhecimento com os trabalhos de campo. “Colocamos um pouco da nossa vida, nossa infância, brincadeiras, sobre a escola que estudamos, os nossos medos. A ‘tia’ auxiliou a gente no que escrever. 
Também fizemos uma visita na Casa Ziraldo de Cultura, tiramos foto com o Marcelo Alves e o Edra. Ouvimos sobre a vida deles, como foi o trabalho. Visitamos a construção da nova escola, nos explicaram que vai ser feita uma quadra nova e como vai funcionar. Não vamos mais estar aqui, porque estamos no 5º ano, mas a gente vai visitar sempre”. Nadielly Vitória, de 10 anos, destaca que também foi possível conhecer a evolução dos aparelhos eletrônicos. “Estudamos todos os tipos de comunicação, fizemos entrevista com a diretora. Tinha algumas coisas que eu não conhecia, como a máquina de escrever que eu nunca tinha visto. Mas, agora eu aprendi, conheci todos os tipos”.

Alunos abordaram os meios de comunicação

Os trabalhos foram expostos na manhã de sábado

Alunos apresentam suas autobiografias

Guido falou com domínio sobre os textos humorísticos

A professora Roseli considera a parceria
com a família de grande importância

A aluna Ester fala sobre os meios de comunicação

Os alunos Nadielly e Igor 
Flávia é mãe de um aluno e fez questão de prestigiar o evento
Fonte: Diário de Caratinga / Edição de 02 de setembro de 2014

Jam Session de quadrinhos: "O CRIME DO TEISHOUKO PRETO"

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Meus Trabalhos São Temas de Pesquisa e Homenagem na "25ª Feira do Saber" na E.E. Menino Jesus de Praga

Recebendo o convite da 25ª Feira do Saber

Alunos do 5º ano da E.E.Menino Jesus de Praga
visitam a Casa Ziraldo de Cultura

Em busca de mais conhecimentos a cerca do meu trabalho
A turma ficou responsável pelo tema" "Gêneros Textuais"

Fiz uma explanação sobre Cartuns,
Charges, Caricaturas e Quadrinhos

Escutando, atento, a pergunta do aluno Guido

Tiradas as dúvidas foram apreciar os meus desenhos

Curtiram muito e faziam mais perguntas

Para poder esclarecer aos visitantes da "25ª Feira do Saber",
que acontece no próximo sábado, 23, de 8 as 11 horas

No final da visita, momento de receber o autógrafo

E a pose final de despedida

segunda-feira, 30 de junho de 2014

terça-feira, 10 de junho de 2014

Cerradinho em "Os Segredos da Natureza"

Personagem e Revista criados para o
Jardim Botânico de Brasília na década de 80.
Reproduzida aqui, na íntegra.


Página 2

Página 3

Página 4

Página 5

Página 6

Pagina 7

Página 8

Página 9

Página 10

Página 11